images

Os usuários muitas vezes querem fazer login em muitos computadores, sem desconectar de outros. Microsoft Active Directory permite isso sem hesitação. Claro, isso pode causar problemas para a conta do usuário, bem como para os computadores onde o usuário não tiver se desconectado. Quando uma conta de usuário está sendo usada para atacar a rede, é importante saber qual computador do usuário está conectado, especialmente se eles estão conectados em mais de um ao mesmo tempo.

Se você quiser saber quais usuários estão conectados a vários computadores atualmente, ou em um momento específico no passado, você pode obter as informações necessárias para rastrear um problema ou ataque. Mas como? Com a ferramenta certa, é apenas um simples clique!

O ManageEngine ADAudit Plus vem com um relatório interno que inclui esta informação. Por padrão, o relatório mostra todos os usuários conectados em múltiplos computadores nas últimas 24 horas, mas você pode alterar o intervalo de tempo facilmente. Para visualizar o relatório em ADAudit Plus, clique em Relatórios, User Logon Reports e, em seguida, Os usuários conectados em múltiplos computadores. Como você pode ver na figura 1, a lista de usuários e os computadores foram registrados em simultâneo claro e compreensível.

Multiple-computer-logons-by-single-user_figure1

Figura 1. Relatório indicando quando os usuários estão conectados em múltiplos computadores.

Sem um relatório como este, você tem que rastrear quais computadores um usuário foi registrado, o que pode levar horas, se é mesmo possível. Com esta informação, porém, você pode rastrear problemas, determinar quais computadores foram usados durante um ataque, ou apenas monitorar quais computadores os usuários utilizam ao mesmo tempo.

Venha conhecer melhor o ManageEngine ADAudit Plus, contando sempre com o apoio da equipe ACSoftware seu Distribuidor e Revenda ManageEngine no Brasil teremos o prazer em lhe auxiliar!
Fone (11) 4063 1007 – Vendas (11) 4063 9639

maxresdefault

Este é o primeiro de uma série de posts onde eu vou compartilhar algumas dicas do ManageEngine Applications Manager e truques, alguns dos quais passaram despercebidos.

Se você é um usuário Applications Manager com mais de 500 monitores configurados, você terá uma infinidade de métricas de desempenho e relatórios para olhar. No entanto, haverá certos servidores e métricas que são mais críticas do que outros. O que é melhor do que ter o KPIs de múltiplas aplicações em uma única página! As Dashboards vão deixar você fazer isso.

Por padrão, os painéis podem ser vistos sob a guia Home do Applications Manager. Esta semana, vamos olhar para algumas dicas relacionadas com o painel.

Dica rápida 1: Conjunto de painéis como uma guia

As guias em Applications Manager são personalizáveis. Para um acesso rápido ao painel, você pode definir qualquer um dos painéis como uma guia!

Como?

Clique na aba “[admin]” . Clique no item de menu “Personalize Webclient”. Uma janela pop-up com 3 guias serão exibidas. Selecione “Customize Tabs” e escolha as opções em ‘Painel’ do drop-down. Isto irá definir o painel escolhido como um guia.

app1

 

Dica Rápida 2: Arrastar e soltar seus widgets em seu lugar no painel 

Se você é alguém que pessoalmente gosta de manter as coisas em ordem, então você provavelmente irá querer seu painel todo organizado. E isto é tão simples como apenas um arrastar e soltar!

Como?

Basta passar o mouse sobre o título do widget e arraste e solte-os para a posição onde você quer que eles fiquem.

Espero que essas dicas sejam úteis. Continue acompanhando nosso blog que iremos disponibilizar mais dicas semelhantes nas próximas semanas.

Venha conhecer mais o Application Manager e realizar os testes de 30 dias, contando sempre com o apoio da equipe ACSoftware seu Distribuidor e Revenda ManageEngine no Brasil teremos o prazer em lhe auxiliar!
Fone (11) 4063 1007 – Vendas (11) 4063 9639

Para começar, você precisa de uma ideia clara do que você quer fazer e porquê. Todas as atividades envolvidas na implementação da gestão da mudanças devem ser focadas em atingir os objetivos mencionados no nosso último post. Se algo não pode ser conectado a um desses objetivos, provavelmente não é uma prioridade. Isso pode ajudar a escrever um sumário com pontos de por que você precisa fazer o gerenciamento de mudanças, imprima-o em tamanho grande e cole-o a uma parede onde todos podem vê-lo.

Fatores críticos de sucesso:

  • Obtenha aprovação executiva para a sua aplicação de gestão de mudança, vendendo os benefícios e os objetivos a um nível elevado.
  • Defina uma política de mudança de alto nível que proíbe alterações não autorizadas e dá a função de gerenciamento de mudanças a autoridades para tomar decisões e lidar com a resistência.

Minimize o risco e maximize o sucesso! Acompanhe nossa nova série de posts e tenha as melhores dicas para gerenciar suas mudanças.

Venha conhecer melhor o ManageEngine ServiceDesk Plus e o módulo de gerenciamento de mudanças. O software pode ser testado por 30 dias, contando sempre com o apoio da equipe ACSoftware.
Fone (11) 4063 1007 – Vendas (11) 4063 9639

Todo mundo sabe que mudanças nunca são fáceis, mas muitas vezes elas são extremamente necessárias. Essa declaração nunca foi tão verdadeira quanto na TI.

A capacidade de uma gestão de mudança sólida irá ajudá-lo a aumentar a sua maturidade ITSM, sair do “modo de combate a incêndios,” alinhar a atividade de TI com os objetivos de negócios, e transformar a TI de um provedor de serviços para um inovador de negócios. No entanto, esses benefícios não vêm facilmente. A gestão da mudanças é um dos processos de ITIL mais difíceis de acertar. Por quê? Porque o gerenciamento de mudanças é um processo de ITSM que precisa a combinação certa de pessoas, processos e tecnologias.

Pense em gestão da mudança como um banquinho de três pernas. Se uma das pernas é fraca, o banco vai cair. A orientação ITIL foca muito em terminologias e processos, mas contém poucos conselhos práticos sobre a aplicação efetiva de cada processo. Nossa nova série de posts lista as etapas envolvidas na implementação de um processo de gestão de mudança sólida. Em primeiro lugar, uma definição rápida da mudança: A adição, modificação ou remoção de qualquer coisa que poderia ter um efeito sobre os serviços de TI.

Essa definição levanta três questões relacionadas com as mudanças:

  • Por que?: A razão para a mudança. Qual é o benefício nos negócios que você espera alcançar com a mudança?
  • O que?: É um hardware, software, arquitetura do sistema, um processo, a documentação ou uma combinação destes que irá ser sujeita a uma mudança?
  • Impacto: Quais são as possíveis consequências negativas da mudança (tendo em conta as interdependências complexas de sistemas de computadores de hoje) – e como evitar essas consequências?

A capacidade de uma gestão da mudanças sólida é baseada em uma sólida compreensão destas três questões. Em essência, o gerenciamento de mudanças é sobre fazer as perguntas certas e ter as pessoas, processos e tecnologias certas no local para obter as respostas de forma rápida e eficiente. As perguntas certas tipicamente incluem:

  • Qual é o custo de fazer a mudança?
  • Será que o benefício compensa o custo?
  • Qual é a prioridade de negócio da mudança?
  • Como podemos implementar a mudança?
  • Quem irá implementar a mudança?
  • Quando devemos implementar a mudança?
  • O que vamos fazer se a mudança der errado? Temos um plano de backup?

Responder a estas perguntas de forma confiável é a parte mais difícil; implementação das mudanças é mais fácil.

Gerenciamento de mudanças e de configuração

A ITIL recomenda a implementação de gestão da mudança em conjunto com gerenciamento de configuração, mas você não precisa implementar 100% da gestão de configuração antes que você possa começar a trabalhar com gerenciamento de mudanças. A chave é entender os pontos de contato entre os dois. Em termos simples, gerenciamento de mudanças precisa de uma visão da infraestrutura para avaliar o impacto de uma mudança. O gerenciamento de configuração necessita de mudanças a serem gravadas, para que o banco de dados de gerenciamento de configuração (CMDB) seja mantido atualizado e sempre representando o ambiente ao vivo.

Minimize o risco e maximize o sucesso! Acompanhe nossa nova série de posts e tenha as melhores dicas para gerenciar suas mudanças.

Venha conhecer melhor o ManageEngine ServiceDesk Plus e o módulo de gerenciamento de mudanças. O software pode ser testado por 30 dias, contando sempre com o apoio da equipe ACSoftware.
Fone (11) 4063 1007 – Vendas (11) 4063 9639

Back view image of young businessman standing against business sketch

Como um gerente de projeto que possuía muito tempo de trabalho, experimentou uma visita à guilhotina. Talvez, foi devido a um deslizamento enorme no cronograma, orçamento, ou aumento do escopo (ou às vezes todos os três, agora que é o caos total). E, como gerente de projeto, você era o primeiro da fila na guilhotina!

Em retrospecto, você (sempre) tem uma sensação: “Se eu tivesse lidado com o projeto de forma diferente, poderia ter sido um sucesso.” Soa familiar? Se sim, aqui estão algumas das melhores práticas que podem ser seguidas para evitar algumas surpresas nos projetos além de orientar os seus projetos para o sucesso.

5-Best-Practices-to-Be-a-Successful-Project-Manager

1. Identificar escopo, orçamento e tempo

Sua primeira verificação no projeto deve ser para definir o que você quer realizar, ou, em outras palavras, definir o objetivo do projeto. Para fazer isso, você deve definir os três parâmetros mais importantes e inter-relacionadas – escopo (objetivo geral), orçamento (dinheiro), e horário (tempo). Considere estes três parâmetros como um triângulo. Como gerente de projeto, você precisa manter todo o triângulo sem cair os pedaços.

Vamos dizer que seu projeto de TI envolve a instalação de software antivírus em toda a sua empresa. No início do projeto, os custos são controlados de forma muito rigorosa. Mas o tempo passa e leva mais tempo do que o pretendido. Agora, você decide alocar mais recursos para acelerar o processo de instalação fazendo o orçamento dar errado. Aqui, o lado orçamento de seu triângulo está em perigo.

Da mesma forma, em um ambiente de software, você pode tentar utilização em mais de um determinado projeto, comprometendo o tempo e orçamento. Um exemplo clássico é a tentativa de dar aos seus usuários finais recursos “não planejados”, que irá ajudá-los a usar o seu software de forma eficaz.

Na maior parte dos projetos, um dos três parâmetros permanece fixo, enquanto os outros podem ser alteradas para corrigir um problema ou para otimizar o projeto. É para que você faça a ligação dos lados do triângulo do projeto é fundamental a qualidade e sucesso do seu projeto.

2. Compor seus projetos em conquistas e tarefas

Começar a trabalhar em um projeto sem planejamento pode criar confusão, não cumprimento do cronograma, superação de custos e questões de recursos que diminuem as chances de sucesso do projeto. Para gerenciar seus projetos de forma eficaz, é melhor dividir seus projetos em tarefas e sub tarefas, (isto é, estrutura de divisão de trabalho que vai ajudar você a manter seus projetos organizados e na trilha.) Aqui está o que você pode fazer:

Reúna sua equipe e identifique todas as tarefas e sub tarefas para um determinado projeto

Definir as tarefas e sub tarefas, em seguida, priorizar e organizar.

Mantenha adicionando, alterando e removendo as tarefas e sub tarefas até pareça lógico e exatos para continuar.

Agora volte para a sua ferramenta de gerenciamento de projeto, adicione as tarefas e sub tarefas e aloque os recursos certos para cada tarefa. Você também pode definir conquistas, ou, em outras palavras, definir a data em que um relatório ou resultado foi concluído. Dessa forma, você pode avaliar como você está longe de sua conquista, o quão rápido seus recursos precisam trabalhar para alcançá-las, ou como administrar melhor seus recursos para entregar a tempo.

3. Construir uma equipe colaborativa

Dentro de uma equipe, você vai encontrar uma mistura de pessoas diferentes, com diferentes atitudes. A melhor cultura da equipe acontece quando os membros da equipe colaboram uns com os outros, o trabalho em conjunto, e perceber que todo mundo tem uma contribuição significativa para o sucesso de um projeto.

Se um dos membros de sua equipe carece de cooperação, seu projeto de TI pode rapidamente tornar-se confuso. Por sua vez, corrói a moral da equipe. Como gerente de projeto, você precisa ficar em cima das comunicações e garantir que a equipe está motivada.

4. Escolha sua ferramenta de gerenciamento de projeto sabiamente

Há uma variedade estonteante de software de gerenciamento de projetos no mercado. No entanto, você precisa ter uma compreensão clara de suas necessidades de negócios e desafios para limitar as escolhas e identificar a ferramenta certa.

No nível mais básico, uma boa ferramenta irá ajudá-lo a gerenciar seus projetos do início ao fim. Para elaborar, e ajudar em projetos complexos; facilitar a colaboração; permite-lhe gerir o tempo, escopo e orçamento; e por sua vez garante rentabilidade.

5. Use os dados para tomar decisões melhores

Como seu projeto se move ao longo do tempo, ele irá evoluir. Haverá muitas mudanças em termos de tarefas, recursos e tempo e você precisa tomar decisões em cada etapa. Isto é onde gráficos de Gantt entram em jogo para obter uma visão holística do progresso do seu projeto e para tomar melhores decisões.

Gráficos de Gantt vão lhe dar um visão do cronograma do início ao fim de cada tarefa, mostrar o progresso das tarefas individuais atribuídas aos seus recursos, monitorar a utilização dos seus recursos, bem como monitorar o progresso do projeto, assim, ajudá-lo a tomar as melhores decisões. O uso de cores nos gráficos de Gantt irá aumentar ainda mais a aparência de seus relatórios do projeto. E você apenas amará personalizar e usá-lo para lidar com seus projetos.

Estas melhores práticas pode ser um ponto de partida eficaz. Adotá-las vai salvar você e sua cabeça da guilhotina.

Se ao ler esse post, ficou interessado em conhecer algum software que auxilie a cumprir as  5 melhores praticas, venha conhecer melhor o ManageEngine ServiceDesk Plus e o modulo de projetos. Lembrando, que o software pode ser testado por 30 dias e contando sempre com o apoio da equipe ACSoftware.
Fone (11) 4063 1007 – Vendas (11) 4063 9639

Helpdesk logo

O ServiceDesk Plus, SupportCenter Plus e o ServiceDesk Plus MSP não são alternativas um para o outro. Mesmo possuindo nomes parecidos, são ferramentas diferentes, endereçadas para necessidades de mercado diferentes.

O ServiceDesk Plus MSP é mais do que uma aplicação de helpdesk, ele é projetado especificamente para prestadores de serviços. É um soluções de ITSM que ajuda você a oferecer serviços e suporte para vários clientes, tendo um controle centralizado.

SupportCenter Plus

– Se você é uma empresa que vende produtos e você está precisando de um software para responder a consultas de suporte relacionados a produtos específicos que você vende, você precisa do SupportCenter Plus.

As configurações que você cria vai girar em torno da unidade de produtos ou negócios. Uma empresa / usuário pode comprar produtos diferentes e, portanto, os usuários podem criar tickets entre unidades de negócios e aquela empresa pode estar presente em várias unidades de negócios. Aqui é fornecido o mesmo conjunto de serviços para todos os clientes de uma unidade de negócios ou produtos, como horas de funcionamento, feriados, SLA, etc e você projeta o mesmo de acordo com sua disponibilidade.

ServiceDesk Plus

– Se você precisa de um helpdesk para gerenciar a infraestrutura de TI apenas da sua própria empresa, você precisa do ServiceDesk Plus. Seus empregados/empregados da sua companhia do seu departamento de TI podem usar este software para gerenciar a infraestrutura de TI da sua empresa e os tickets de suporte de seus funcionários.

ServiceDesk Plus MSP

– Se você é uma empresa que gere o helpdesk de TI da sua empresa interna e outras empresas, você precisa de ServiceDesk Plus MSP.

Aqui, você é um provedor de serviços gerenciados (MSP / VAR), que fornece suporte a infraestrutura de TI para a sua empresa interna, bem como para companhias diferentes. As configurações que você cria devem ser especificadas para cada Organização / Conta (como regras de negócio, SLA, horas operacionais, feriados).
Um usuário final não pode estar presente em várias contas / empresas e ele não pode criar tickets através de outras contas. Apenas um técnico que lida com os tickets podem abrir novos tickets em qualquer conta. Você pode / não pode cobrar esses clientes para o serviço que você fornece (módulo de faturamento). O foco aqui é na Empresa / Conta. Você pode restringir os usuários finais para ver tickets relacionados a apenas a sua empresa.

Nesse caso, seus funcionários são os técnicos de TI ou você pode contratar consultores de TI para lidar com solicitações de suporte relacionadas a toda a TI.

Venha conhecer melhor nossas ferramentas e veja a que se encaixa melhor no seu ambiente, contando sempre com o apoio da equipe ACSoftware

ACSoftware – Distribuidor e Revenda ManageEngine no Brasil.

Fone: (11) 4063 1007 – Vendas: (11) 4063 9639

EasyLearningManagement_lightbulb

Você acabou de migrar para o Office 365 e, como acontece com outros produtos da Microsoft, você provavelmente tem um monte de perguntas sobre o seu novo ambiente. Ou, você começou a usar o Office 365 há um tempo atrás, mas ainda está tendo problemas para gerenciar tudo. Como você entende o uso de vários serviços Office 365 ? Como você irá gerenciar caixas de e-mail? Como você irá monitorar o tráfego de e-mail?

maxresdefault-3

Você precisa de informações detalhadas sobre todos os aspectos do Office 365 para mantê-lo funcionando sem problemas. E para isso, você tem duas opções padrões: Scripts PowerShell e através dos relatórios embutidos no Office 365. Infelizmente, scripts do PowerShell são demorados e carecem de flexibilidade, enquanto os relatórios raramente quebram a superfície da potência de dados que é o Office 365.

Então, quais são as outras opções?

ManageEngine acaba de lançar Office365 Manager Plus, uma solução de relatórios poderosa, baseada na Web Office 365. Ele inclui extensos relatórios sobre vários componentes do Office 365, incluindo o Exchange Online, o Skype for Business e Windows Azure. Ele ainda consolida os dados a partir destes componentes e apresentam os como relatórios detalhados para lhe dar visibilidade completa do seu ambiente Office 365.

Aqui está uma lista de alguns relatórios importantes que você pode achar útil:

Detalhes da caixa de e-mail: Apresenta a lista de todos os usuários de caixas de e-mail, caixas de e-mail, caixas de e-mail inativas, e muito mais.

Tamanho da caixa de e-mail: Ajuda você a analisar o tamanho da caixa de e-mail, restrições sobre o tamanho.

O conteúdo da caixa de e-mail: Fornece detalhes sobre o tamanho do anexo, contagem de mensagens em pastas, e ajuda a auditar mensagens com base no assunto.

OWA: Detalhes do Outlook Web Access detalhes de início de sessão para usuários e contas de usuários bloqueados.

O tráfego de e-mail: permite monitorar principais remetentes e destinatários, bem como spam superior e destinatários de malware.

Segurança caixa de e-mail: Fornece informações sobre caixa de e-mail e segurança caixa de e-mail compartilhada, configurações de senha do usuário, e a última alteração de senha.

Skype para Empresas: Dá-lhe uma visão sobre como os usuários estão usando o Skype for Business, fornecendo detalhes sobre as sessões de peer-to-peer, conferências, uso PSTN e muito mais.

Dispositivos móveis: Fornece a lista de dispositivos móveis utilizados por funcionários com seus detalhes OS, política e fabricante.

Windows Azure: Dá um inventário completo de grupos de segurança, listas de distribuição, usuários, contatos e licenças em seu ambiente Azure.

Para tornar mais fácil para você compartilhar e colaborar, Office365 Manager Plus também tem as características poderosas para você personalizar, exportar, programar, e incorporar esses relatórios. Além disso, você pode delegar tarefas de relatórios para o pessoal de TI e o pessoal de help desk sem lhes dar acesso ao centro de administração do Office 365.

Se tiver o Office 365 em sua organização, realize o download do Office365 Manager Plus e conheça as maravilhas desta ferramenta, contando sempre com o apoio da equipe ACSoftware .

ACSoftware – Distribuidor e Revenda ManageEngine no Brasil.

Fone: (11) 4063 1007 – Vendas: (11) 4063 9639

img_5330

O que é IPAM?

Gerenciamento de endereços IP, ou IPAM, de acordo com Wikipedia.org, “um meio de planejamento, acompanhamento e gestão do espaço de endereços Internet Protocol usado em uma rede.” Toda rede hoje usa endereçamento IP – desde as maiores empresas, com o SMB, e, o menor rede doméstica. O telefone, DVR, e até mesmo eletrodomésticos (em alguns casos) têm endereços IPs sobre eles. Hoje, mais do que nunca, os endereços IPs devem ter esse planejamento, acompanhamento e gestão que o IPAM fornece.

lampadas

Sem IPAM?

Nem toda empresa possui um IPAM ou tem uma aplicação de software dedicado para executar o gerenciamento de endereços IP. Muitas empresas, trabalham sem gerenciamento de endereços IP. Em vez disso, eles criam IPs complexos endereçamentos de convenções, documentos do Word ou planilhas, a fim de rastrear os endereços IPs e impedir os endereços IPs duplicados.

conflitos de endereços IPs são uma das questões mais devastadores que podem acontecer em uma rede corporativa. Vamos pensar sobre isso por um minuto …

Tudo hoje depende da rede. Aqui estão alguns exemplos de problemas que podem ocorrer sem  o IPAM no lugar:

Interrupção do servidor maciço – Você pode ter todos os seus servidores em um data center de tamanho médio a falar com uma única matriz SAN em um endereço IP primário. E se o endereço IP de repente for utilizado por um PC desktop recém configurado que foi mal configurado com um endereço IP em conflito por um administrador júnior? Um conflito de endereço IP pode causar paralisações de servidores em massa.

Muita confusão e perda de produtividade – Digamos que você tinha um conflito de endereço IP apenas entre dois dispositivos. Os dispositivos podem ou não ser importante (como o seu próprio computador portátil ou laptop do CEO), eles são certamente menos importante do que a matriz SAN. No entanto, apesar de todo o data center não estar down, você (e seus colegas de trabalho) ainda podem passar horas tentando resolver um conflito de endereços IPs.

Atrasos na implantação – Quando adicionamos novos servidores ou desktops (realmente qualquer dispositivo na infraestrutura), você precisará atribuir um ou vários endereços IPs para concluir o trabalho. Você não pode simplesmente escolher aleatoriamente um endereço IP ou então você tem uma boa chance de ter um conflito de endereços IPs. Muitas vezes, um administrador simplesmente realiza o ping em endereços IPs aleatórios para certificar se ele está em uso. Provavelmente,  mais tarde (e inesperado) quando um dispositivo com esse endereço IP estiver on-line e causa um conflito de endereços IPs.

Por que o IPAM é necessário?

Existem três razões principais pelas quais IPAM é necessário para os prestadores de serviços de comunicação:

Gestão de recursos
Estratégia de crescimento
Transição para o IPv6

1. Gestão de Recursos

Um sistema para organizar o espaço de endereços IP é vital porque há apenas um número finito de recursos IP disponíveis – e estes custam dinheiro. Sem um sistema IPAM para controlar e gerenciar endereços IP, conflitos de IPs podem causar sérios problemas para os usuários.

Por exemplo, considere que cada dispositivo de rede conectado à Internet ou intranet corporativa requer pelo menos um endereço IP. Esses dispositivos também precisam ter acesso a um servidor DNS para resolver nomes de domínio. Se houver mais de um dispositivo com o mesmo endereço IP, roteadores de rede não vão saber por onde passar pacotes de dados, para não interromper as operações. Um sistema IPAM pode ajudar através do rastreamento de IP e automatizar tarefas para manter o fluxo de trabalho em execução.

Estratégia 2. Crescimento

Você poderia ficar sem endereços IPs e ficar incapaz de manter o controle de seu espaço de endereço com precisão ou facilmente.

3. IPv6 e dual-stack

IPAM tornou-se ainda mais importante desde a introdução do novo Protocolo Internet, IPv6. Mais detalhes estão disponíveis abaixo.

Como o IPv6 afeta o IPAM?

Existem três principais formas que o IPv6 tem aumentado a necessidade de prestadores de serviços para adotar uma solução IPAM:

Formato de endereço e Tamanho

IPv6 oferece quatro vezes mais espaço de endereços de IPv4, que permite a pouco mais de 4 bilhões de endereços. Um IPv6 usa um endereço de 128 bits, enquanto IPv4 segue um esquema de endereçamento de 32 bits. A complexidade adicional de IPv6 significa que, enquanto o administrador pode ter sido uma vez capaz de lembrar um endereço IPv4, algum tipo de ferramenta IPAM é necessário para manter o controle de recursos IPv6.

Compatibilidade

Estes dois protocolos vão coexistir por algum tempo e fornecedores precisam de uma solução que possa organizar o espaço de endereço na aplicação destes protocolos lado a lado (em “modo dual-stack”). Uma solução IPAM permite catalogar seus recursos de rede IPv4, bem como espaço de endereço IPv6.

Estratégia de roteamento

Enquanto anteriormente pode ter sido possível gerenciar espaço de endereços IPv4 usando planilhas ou sistemas manuais, IPv6 é tão grande e complexo que isso é impraticável. Você pode alocar e monitorar blocos muito maiores de endereços em IPv6 do que você jamais poderia, em IPv4. A transição para o IPv6, portanto, dá-lhe a oportunidade de redesenhar sua infraestrutura de rede inteira. Use IPAM para monitorar sua implantação IPv6 e reajustar a sua estratégia, conforme necessário.

Se interessou pelo assunto? Gostaria de melhorar a monitoração de seus IPs e acabar de vez com as planilhas? Venha conhecer melhor o ManageEngine OpUtils contando sempre com o apoio da equipe ACSoftware

ACSoftware – Distribuidor e Revenda ManageEngine no Brasil.

Fone: (11) 4063 1007 – Vendas: (11) 4063 9639

Ciab FEBRABAN - 2016 logo

Nesta semana estaremos participando mais uma vez do CIAB 2016, que acontece de 21 a 23 de Junho no Transamérica Expo Center em São Paulo. Gostaríamos de lhe convidar a nos visitar em nosso stand no Espaço Internaci0nal (Pavilhão A), I14, mapa abaixo.

Ciab FEBRABAN - 2016 ManageEngine mapa

Venha nos visitar e conhecer as tendências do setor de Tecnologia da Informação.

WindowsActiveDIrectory2

ManageEngine sempre destacou a importância de monitorar e alertar sobre alterações do Active Directory durante anos. Com este nível de monitoramento e alerta, você pode ver e ser notificado de qualquer alteração fundamental no Active Directory com um e-mail! Isso é poderoso.

Para monitorar e alertar sobre alterações do Active Directory, é necessário estabelecer a SACL (lista de controle de acesso de segurança) nos objetos do Active Directory. Idealmente, você vai configurar o SACL no nível do domínio, que irá então ser herdado, através da estrutura do Active Directory.

Uma vez que você tenha configurado, você precisa verificar se a SACL é correto, para ter certeza de que você não irá perder nenhuma alteração. Mas, como você irá fazer isso sem uma grande quantidade de tempo e esforço manual? A resposta é bem simples. Por exemplo, se o seu nome de domínio é adsolutions.demo, você irá executar:

Dsacls dc=adsolutions,dc=demo /A

Executar este a partir de um prompt de comando em um controlador de domínio e ele irá exibir o SACL e o DACL (lista de controle de acesso discricionário), junto as propriedades. A Figura 1 dá-lhe uma saída simples.

sacl-figure-1

Figura 1. SACL saída para o domínio

Claro, você também pode fazer isso para as unidades organizacionais, grupos e até mesmo o esquema do Active Directory. Não deixe mais um dia passar sem garantir que o seu Active Directory é seguro e todas as alterações estão sendo rastreadas!

Agora que você sabe como extrair as informações do seu Active Directory, venha conhecer melhor o  ManageEngine ADAudit Plus,  monitore seu Active Directory e extraia o máximo de informações. Conte com a equipe ACSoftware para realizar seus testes.

ACSoftware – Distribuidor e Revenda ManageEngine no Brasil.

Fone: (11) 4063 1007 – Vendas: (11) 4063 9639