Melhores práticas de monitoramento em nuvem

Com o advento das tecnologias de nuvem, houve uma grande mudança na forma como as organizações lidam com as operações de infraestrutura e entrega de serviços. A crescente mudança em direção a ecossistemas de nuvem híbrida e baseada em nuvem para operações de negócios tornou necessário para as organizações empregar ferramentas de monitoramento de nuvem que monitoram o desempenho e a eficiência desses serviços hospedados em nuvem. Neste post iremos detalhar os benefícios do monitoramento de nuvem abrangente e os insights de que você precisa para extrair o máximo desempenho de seus serviços de nuvem.

Por que você deve instalar uma ferramenta de monitoramento em nuvem?

 Se você usa um serviço de nuvem pública como Amazon Web Services (AWS) ou Azure, provavelmente já usa o serviço de monitoramento oferecido pelo fornecedor de nuvem pública, pois ele se integra perfeitamente. No entanto, em uma infraestrutura organizacional de grande escala, a visibilidade além dos parâmetros básicos oferecidos por esses serviços é essencial para o monitoramento da nuvem 24 horas por dia. Por um lado, se você tem infraestrutura de nuvem híbrida ou aplicativos personalizados construídos internamente, é altamente provável que seu processo de monitoramento se torne ainda mais complicado com a introdução de várias ferramentas para várias tecnologias essenciais. Uma ferramenta de monitoramento de nuvem que pode monitorar servidores físicos e virtuais junto com serviços em nuvem é ideal, pois pode ajudá-lo a proteger todo o seu ecossistema de aplicativos de TI contra ameaças de desempenho despercebidas.

Alguns parâmetros-chave entre os serviços populares de monitoramento em nuvem

1. Calcule: memória, disco e rede.


Quer você use AWS, Azure, Oracle Cloud Infrastructure (OCI) ou Google Cloud Platform (GCP), cálculo é uma das prioridades implementadas por organizações que preferem a nuvem. O aspecto principal do monitoramento de desempenho em nuvem envolve o rastreamento de parâmetros de desempenho fundamentais, especialmente o uso de memória, espaço em disco e tráfego de rede; rastrear essas métricas é crucial para garantir a disponibilidade de recursos e o desempenho perfeito do aplicativo. A análise de desempenho histórico dessas tendências de utilização pode ajudar a planejar a capacidade para o futuro.

Monitoramento de nuvem - Gerenciador de aplicativos ManageEngine

2. Armazenamento de objeto: Objetos totais, tamanho do objeto, solicitações / minuto e tráfego de rede.


Dependendo do fornecedor, suas métricas de armazenamento em bloco podem variar, mas esses são mais ou menos os mesmos parâmetros. Embora objetos, tamanho do objeto, solicitações por minuto, detalhes de rede e latência sejam métricas críticas de monitoramento de nuvem para manter o controle na AWS, GCP e OCI, o tamanho do blob e as solicitações de blob ocupam lugar na Azure. Esses parâmetros podem ajudar a compreender a carga em seu serviço de armazenamento e identificar erros no processamento de solicitações, identificando áreas com falhas.

Ferramentas de monitoramento de nuvem - Gerenciador de aplicativos ManageEngine

3. Banco de dados relacional: utilização da CPU, espaço de armazenamento, conexões de banco de dados e latência de rede.


Bancos de dados relacionais sempre foram populares entre os desenvolvedores e são usados ​​extensivamente entre as empresas. Assim como acontece com as configurações físicas, os bancos de dados em nuvem requerem monitoramento, especialmente em termos de métricas como utilização de CPU, sessão de banco de dados, detalhes de espaço de tabela e conexões de banco de dados. O monitoramento profundo com limites adequados é fundamental ao monitorar bancos de dados para evitar problemas de comprometimento do desempenho, como tempos de resposta insatisfatórios de aplicativos voltados para o usuário final devido a um número maior de conexões de usuário ou execução lenta de consultas.

Soluções de monitoramento de nuvem - Gerenciador de aplicativos ManageEngine


Implementando o plano de monitoramento de nuvem
corretamente

O monitoramento de qualquer componente de TI, de servidores físicos a serviços em nuvem e aplicativos voltados para o usuário final, requer visibilidade profunda. Com isso, muitos insights vêm à tona para revelar problemas de desempenho subjacentes que, teriam de outra forma passado despercebidos e revelados por meio do desempenho comprometido e do tempo de inatividade dos negócios.

Monitore os elementos essenciais

A primeira coisa é garantir que você esteja monitorando todos os elementos essenciais do seu ecossistema de TI, especialmente os fundamentos, como infraestrutura de servidor (física, virtual ou nuvem) e desempenho de rede e aplicativos. Isso pode ser alcançado com uma solução de monitoramento abrangente que pode fornecer percepções valiosas sobre problemas de desempenho e também facilitar o planejamento de capacidade por meio de análises de tendências históricas.

Software de monitoramento de nuvem - Gerenciador de aplicativos ManageEngine

Independentemente do fornecedor de nuvem que você usa, sem visibilidade detalhada dos parâmetros críticos, os problemas de desempenho sempre estarão ocultos e a entrega contínua de serviços de negócios permanecerá sob ameaça.

Monitore a nuvem e a infraestrutura local em um único painel

À medida que as organizações modernas mudam lentamente para um ecossistema de nuvem ou híbrido, você deve garantir que sua ferramenta de monitoramento de nuvem ofereça um único painel para coletar e correlacionar dados de elementos físicos, virtuais e da nuvem. Essa flexibilidade tornará a mudança mais fácil e também oferecerá suporte a aplicativos legados e servidores físicos, cobrindo assim todo o seu ecossistema de TI e tornando a ferramenta de monitoramento em nuvem um investimento valioso.

Automatizar tarefas corretivas de rotina

É sempre melhor automatizar tarefas corretivas de rotina para que você possa se concentrar em situações que precisam de intervenção humana. A automação é uma parte importante do processo de DevOps e a automação adequada pode ajudá-lo a melhorar a produtividade na nuvem. Por exemplo, você pode configurar ações automatizadas, como iniciar, parar ou reiniciar instâncias de nuvem, quando um limite é violado. Isso te ajuda a executar ações de expansão ou desligar recursos não utilizados automaticamente e gerenciar melhor os custos de nuvem, especialmente se você estiver em um plano de preços pré-pago.

Gerencie seus custos

O uso contínuo de serviços em nuvem pode frequentemente aumentar seus custos. Claro, você teria orçamentos mensais para seus gastos na nuvem. No entanto, uma ferramenta de monitoramento de desempenho de nuvem ideal deve ser capaz de monitorar seu faturamento de nuvem e notificá-lo caso um determinado valor limite seja atingido. Isso te ajuda a se manter informado sobre o uso e as tendências de custo correspondentes, permitindo que você planeje seu orçamento da nuvem.


O Applications Manager da ManageEngine oferece monitoramento de nuvem híbrida em profundidade para tudo, desde servidores físicos e virtuais; para serviços de nuvem populares dentro da AWS, Azure, GCP, OCI e OpenStack; a serviços SaaS como o Office 365 e mais de 130 aplicativos de negócios, garantindo que você obtenha total visibilidade do seu ecossistema de aplicativos de TI. Ele permite que você configure alertas automatizados e ações corretivas, entenda melhor a disponibilidade geral e o desempenho e planeje a capacidade para prover serviços contínuos.

Inicie agora mesmo sua avaliação gratuita de 30 dias do Applications Manager, contando sempre com o apoio da equipe ACSoftware.

ACSoftware revenda e distribuidora ManageEngine no Brasil. – Fone / WhatsApp (11) 4063 9639.

PodCafé da TI – Podcast, Tecnologia e Cafeína.

Deixe um comentário