6 métricas para manter a continuidade dos negócios no trabalho remoto

O trabalho remoto tornou-se a nova norma. As organizações estão se adaptando às condições voláteis do mercado atual, alterando suas estratégias de negócios, redigindo novos manuais de negócios e estabelecendo novas políticas, todas centradas em um tema: trabalho remoto.

Essa transição para o trabalho remoto  certamente não foi fácil e traz consigo um conjunto único de desafios. A mudança das operações de negócios para ambientes remotos afeta profundamente a infraestrutura de TI de uma organização e as redes internas. Anomalias de largura de banda, desempenho da VPN, gargalos de segurança e complicações na configuração da rede são algumas situações sem precedentes que podem impedir a produtividade da força de trabalho remota.

Este blog lança as métricas cruciais que as organizações devem monitorar para ajudar a manter sua continuidade operacional e habilitar sua força de trabalho remota. Também discutiremos o papel de um sistema de segurança baseado em alarme na simplificação da solução de problemas de falhas identificadas.

Quais métricas são importantes para observar em ambientes de trabalho remoto?

Por ser relativamente nova, a configuração do trabalho remoto pode exigir componentes de rede adicionais e serviços inovadores. Isso também pode dificultar a configuração e manutenção da infraestrutura de TI existente. É por isso que é essencial monitorar métricas pertinentes para determinar a integridade e o desempenho da infraestrutura de TI de uma organização.

Estas  são algumas das métricas vitais que as organizações precisam acompanhar no ambiente de trabalho em casa:

  • Status do túnel da VPN: A disponibilidade dos túneis da VPN ajuda a garantir o fluxo contínuo de dados entre os terminais e entre os terminais remotos e as redes corporativas. É por isso que o monitoramento da métrica de status do túnel da VPN é vital, pois apresenta uma imagem clara de quais túneis da VPN estão em funcionamento e quais estão inativos.
  • Utilização da hora de ponta da VPN: Manter o controle das tendências de uso da VPN ajuda a medir a demanda média de conexões VPN em várias instâncias ao longo do dia. A métrica de utilização do horário de pico, que representa o número máximo de conexões VPN estabelecidas em um dia, ajuda no planejamento e na previsão da capacidade da VPN. O rastreamento dessa métrica ajuda as organizações a avaliar a demanda e aumentar a infraestrutura de VPN de acordo.
  • Destinos IP da VPN: É essencial monitorar os destinos nos trabalhadores remotos da Internet por meio de conexões VPN ou exigir acesso a eles, pois esses IPs podem servir como pontos de acesso em potencial por meio dos quais agentes mal-intencionados podem comprometer a integridade das redes corporativas. Portanto, o rastreamento de destinos IP da VPN pode ajudar na lista negra de IPs hostis e evitar ameaças iminentes.
  • Consumo de largura de banda: A indisponibilidade de largura de banda adequada pode afetar profundamente o desempenho de aplicativos vitais. O monitoramento consistente do consumo de largura de banda ajuda a concentrar-se nos IPs que consomem níveis excessivos de largura de banda e, por sua vez, pode ajudar as organizações a reduzir seu uso.
  • Conformidade com políticas de segurança: Os pontos de extremidade remotos têm uma maior probabilidade de serem infectados em comparação com as estações de trabalho tradicionais locais. As organizações devem formular políticas de segurança para proteger os pontos de extremidade remotos contra ameaças e monitorar a conformidade de todos os ativos remotos com essas políticas. Somente após a conformidade de um dispositivo ser validada, ele deve ter acesso a serviços essenciais aos negócios.
  • Alterações nas configurações: As configurações de rede precisam ser modificadas para oferecer uma experiência perfeita aos usuários remotos. No entanto, a execução manual dessas operações é arriscada, pois mesmo o menor erro pode levar a uma violação de dados ou uma interrupção da rede. O monitoramento das alterações de configuração o tempo todo pode ajudar a evitar contratempos na rede.

Como um sistema de segurança baseado em alarme se encaixa em um ambiente de trabalho remoto? 

Os alarmes instantâneos gerados após a identificação de falhas em uma rede podem ajudar a simplificar a solução de problemas antes que eles interrompam as operações. É por isso que o comissionamento de um sistema de segurança baseado em alarme fará maravilhas para uma força de trabalho remota.

Com um sistema de segurança robusto, você deve ser capaz de: 

  • Monitore todos os tipos de alarmes em um único console.
  • Configure limites de vários níveis para métricas e verifique se há violações.
  • Reconheça os alarmes atendidos para evitar o exame redundante de problemas resolvidos.
  • Escale os alarmes para os e-mails / IDs apropriados quando não forem atendidos.
  • Suprimir alarmes por um período definido – por exemplo, durante a manutenção.
  • Transmita alertas através de vários perfis de notificação, como email, SMS e Slack.

Soluções ITOM da ManageEngine: sua primeira e última linha de defesa

A gama de soluções de gerenciamento de operações de TI  (ITOM) da ManageEngine pode ajudar as organizações a fazer a transição para o trabalho remoto sem esforço. Nossos produtos ITOM podem ajudar as empresas a resolver seus problemas de rede, configuração, aplicativo, segurança de rede e gerenciamento de servidores resultantes do repentino cenário de trabalho remoto.

  • O OpManager, uma ferramenta abrangente de monitoramento de rede, possui um recurso interno de monitoramento de VPN  que ajuda a monitorar o desempenho e a disponibilidade das conexões VPN. O sistema de segurança baseado em alarme do OpManager também permite que os administradores de rede detectem proativamente falhas e tomem medidas corretivas antes que afetem as operações comerciais.
  • O Firewall Analyzer ajuda a planejar a capacidade e acompanhar a segurança das conexões VPN para evitar ataques cibernéticos e uso inadequado da VPN.
  • O NetFlow Analyzer utiliza tecnologias de fluxo para fornecer visibilidade em tempo real do desempenho da largura de banda da rede para detectar anomalias da largura de banda.
  • Com o Network Configuration Manager, as organizações podem fazer alterações remotamente na configuração, automatizar tarefas, fazer backup de configurações e verificar se há violações de conformidade.

O arsenal de soluções ITOM da ManageEngine é tudo o que uma empresa precisa para reforçar sua  força de trabalho remota e garantir a continuidade dos negócios. Deixe a gama de soluções ITOM da ManageEngine fazer o trabalho pesado para o seu negócio.

Para saber mais sobre como as soluções ITOM podem oferecer suporte a uma  força de trabalho remota , experimente uma avaliação gratuita de 30 dias clicando no botão abaixo.

ACSoftware revenda e distribuidora ManageEngine no Brasil. – Fone / WhatsApp (11) 4063 9639.

PodCafé da TI – Podcast, Tecnologia e Cafeína.

Deixe um comentário