[TIMEBRA] macOS 11 Big Sur: uma visão panorâmica

Aqui está um guia rápido de tudo o que você precisa saber sobre o macOS 11 Big Sur. Espera-se que esse sucessor do macOS 10.15 Catalina seja lançado ao público no final outubro ou novembro deste ano. Esta atualização do sistema operacional vem com grandes atualizações, incluindo design, Central de controle, Mapas, aplicativo Mensagens, tradutor integrado do Safari e muito mais.

Aqui estão algumas das principais mudanças esperadas no macOS 11 Big Sur:

  • A Apple confirmou que está trocando os processadores Intel em alguns de seus dispositivos Mac em favor do silício baseado em ARM da Apple, permitindo que aplicativos para iPhone e iPad rodem nativamente no macOS pela primeira vez, o que oferece maior eficiência e poder. Big Sur vem com Rosetta 2, que traduz automaticamente os aplicativos da Intel em Apple Silicon. Big Sur será o primeiro sistema operacional compatível com os novos processadores de silício.
  • O Safari terá a maior atualização desde que foi introduzido. Agora será 50% mais rápido que o Chrome e oferecerá melhorias de privacidade e melhor consumo de bateria. Esta nova versão do Safari trará uma série de novos recursos como Intelligent Tracking para fornecer um relatório de privacidade em cada site que você visitar, Salvar senhas para rastrear suas senhas e certificar-se de que não foram comprometidas, Suporte a extensões para API WebExtensions, um nova categoria de extensões na App Store e recursos de tradução nativa.
  • Big Sur apresenta atualizações mais rápidas que começam em segundo plano e terminam mais rapidamente para tornar mais fácil manter seu Mac atualizado. Também inclui o novo volume de sistema com assinatura criptográfica, que adiciona uma camada de proteção contra adulteração maliciosa. Backups APFS Time Machine também são suportados, então você pode usar um disco APFS para fazer backup do seu Mac, além do HFS +.
  • Com o macOS Catalina e anteriores, a ferramenta de segurança de linha de comando pode ser usada para alterar as configurações de confiança do certificado se o usuário efetivo estiver executando como root por meio do sinalizador add-trusted-cert. No macOS Big Sur, simplesmente rodar com UID 0 não será mais suficiente para fazer esta alteração: será necessária a confirmação com uma senha de administrador. A Apple permitirá que a alteração ocorra sem confirmação se a carga do certificado for implantada com o certificado raiz usando um perfil de configuração.
  • Totalmente redesenhado para o macOS Big Sur, o Maps traz novos recursos para explorar o mundo . Descubra novos lugares para visitar com os guias de recursos confiáveis ​​ou crie seus próprios guias personalizados que podem ser compartilhados com amigos e familiares. Obtenha uma visão de 360 ​​graus de um destino com Look Around e navegue em mapas internos detalhados dos principais aeroportos e shopping centers. As viagens de bicicleta e veículos elétricos agora podem ser encaminhadas em um Mac e enviadas diretamente para o seu iPhone.
  • O gerenciamento de luzes apagadas (LOM – lights out management) permite que os administradores desliguem, reiniciem e inicializem um ou mais dispositivos Mac remotamente. Isso é feito enviando comandos de um servidor de gerenciamento de dispositivo móvel (MDM – mobile device management) para um controlador LOM registrado no MDM.
  • Os dispositivos supervisionados podem ser forçados a aceitar atualizações de software. As atualizações de SO e não-SO podem ser adiadas por no máximo 90 dias. Big Sur oferece benefícios de segurança semelhantes ao iOS que podem:

– Impedir a instalação silenciosa de perfis de linhas de comando.

– Restrinjir os perfis baixados de serem instalados diretamente.

– Permitir que os usuários visitem o painel de perfis do sistema para verificar os perfis baixados e instalá-los.

  • Haverá uma mudança no formato do número de série do dispositivo. Os números de série terão 10 caracteres aleatórios em vez de 12 caracteres.
  • A Apple está concedendo status de supervisão a dispositivos nesta atualização que são registrados por meio do MDM aprovado pelo usuário. A supervisão traz recursos adicionais aos dispositivos, incluindo desvio de bloqueio de ativação, gerenciamento de usuário aprimorado, etc. Big Sur inclui aplicativos Mac gerenciados, que suportam:

– Remoção de aplicativos por comando MDM e cancelamento de inscrição.

– Aplicativos não gerenciados podem ser convertidos em aplicativos gerenciados.

  • Melhorias em implantação dispositivo da Apple estão sendo introduzidas. O Avanço automático pula todas as telas e leva os usuários à página de login no Apple TV. Energia e Ethernet são necessários, e os dispositivos Apple TV devem ser gerenciados no Apple Business Manager.

Requisitos de sistema para Big Sur

Ao contrário do macOS Catalina , que era compatível com todas as configurações padrão compatíveis com o Mojave , Big Sur descarta o suporte para vários Macs lançados em 2012 e 2013. Big Sur é executado nos seguintes Macs:

– MacBook: início de 2015 ou mais recente.

– MacBook Air: meados de 2013 ou mais recente.

– MacBook Pro: final de 2013 ou mais recente.

– Mac Mini: final de 2014 ou mais recente.

– iMac: meados de 2014 ou mais recente.

– iMac Pro.

– Mac Pro: final de 2013 ou mais recente.

Implantando o macOS Big Sur

O plano de implantação oferece várias opções, dependendo da infraestrutura do seu ambiente, seja local ou remota. Isso definirá como o caminho de atualização continuará.

Uma opção é o serviço Content Cache integrado ao macOS, que baixa e armazena em cache uma cópia do arquivo do instalador antes de implantá-lo em todos os dispositivos que estão na mesma rede lógica dos próprios clientes. Esta é uma ótima opção para reduzir a utilização de largura de banda e acelerar implantações em massa, mas depende quase exclusivamente de dispositivos internos, tornando-a proibida para dispositivos externos, como funcionários que trabalham remotamente.

Com uma solução de gerenciamento de endpoint , o processo de implantação pode ser simplificado para dispositivos dentro e fora da rede.

A Apple lançou o primeiro beta público de sua próxima atualização, o macOS 11 (Big Sur) em 10 de agosto de 2020. Para ver a prévia, os usuários do Mac devem se inscrever no programa beta da Apple – é necessário o Apple ID – e então instalar a atualização.

As atualizações e suporte de zero day do Big Sur serão anunciados em breve!

Conheça na prática e na realidade de sua empresa o que nossas soluções ACSoftware|ManageEngine podem fazer por você. Contamos com um portfólio extenso para gerenciamento de TI.
Com soluções para segurança de TI, gerenciamento de acesso e identidade (Active Directory), gerenciamento de endpoints, IT help desk e gerenciamento de serviços de TI (monitoramento de rede, banda e análise de tráfego), gerenciamento de operações de TI (Network e Server), gerenciamento de aplicativos e muito mais.

Conte sempre com o apoio da equipe ACSoftware, sua revenda e suporte ManageEngine no Brasil.

Participe agora mesmo do grupo TIMEBRA dedicado aos usuários ManageEngine no Brasil, que tem a intenção de criar uma comunidade para troca de experiências, esclarecer dúvidas, bem como ficar por dentro de dicas e novidades.

ACSoftware revenda e distribuidora ManageEngine no Brasil. – Fone / WhatsApp (11) 4063 9639.

PodCafé da TI – Podcast, Tecnologia e Cafeína.

Deixe um comentário

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!