6 passos para implementar um Gerenciamento de Mudanças que funciona – Introdução

Todo mundo sabe que mudanças nunca são fáceis, mas muitas vezes elas são extremamente necessárias. Essa declaração nunca foi tão verdadeira quanto na TI.

A capacidade de uma gestão de mudança sólida irá ajudá-lo a aumentar a sua maturidade ITSM, sair do “modo de combate a incêndios,” alinhar a atividade de TI com os objetivos de negócios, e transformar a TI de um provedor de serviços para um inovador de negócios. No entanto, esses benefícios não vêm facilmente. A gestão da mudanças é um dos processos de ITIL mais difíceis de acertar. Por quê? Porque o gerenciamento de mudanças é um processo de ITSM que precisa a combinação certa de pessoas, processos e tecnologias.

Pense em gestão da mudança como um banquinho de três pernas. Se uma das pernas é fraca, o banco vai cair. A orientação ITIL foca muito em terminologias e processos, mas contém poucos conselhos práticos sobre a aplicação efetiva de cada processo. Nossa nova série de posts lista as etapas envolvidas na implementação de um processo de gestão de mudança sólida. Em primeiro lugar, uma definição rápida da mudança: A adição, modificação ou remoção de qualquer coisa que poderia ter um efeito sobre os serviços de TI.

Essa definição levanta três questões relacionadas com as mudanças:

  • Por que?: A razão para a mudança. Qual é o benefício nos negócios que você espera alcançar com a mudança?
  • O que?: É um hardware, software, arquitetura do sistema, um processo, a documentação ou uma combinação destes que irá ser sujeita a uma mudança?
  • Impacto: Quais são as possíveis consequências negativas da mudança (tendo em conta as interdependências complexas de sistemas de computadores de hoje) – e como evitar essas consequências?

A capacidade de uma gestão da mudanças sólida é baseada em uma sólida compreensão destas três questões. Em essência, o gerenciamento de mudanças é sobre fazer as perguntas certas e ter as pessoas, processos e tecnologias certas no local para obter as respostas de forma rápida e eficiente. As perguntas certas tipicamente incluem:

  • Qual é o custo de fazer a mudança?
  • Será que o benefício compensa o custo?
  • Qual é a prioridade de negócio da mudança?
  • Como podemos implementar a mudança?
  • Quem irá implementar a mudança?
  • Quando devemos implementar a mudança?
  • O que vamos fazer se a mudança der errado? Temos um plano de backup?

Responder a estas perguntas de forma confiável é a parte mais difícil; implementação das mudanças é mais fácil.

Gerenciamento de mudanças e de configuração

A ITIL recomenda a implementação de gestão da mudança em conjunto com gerenciamento de configuração, mas você não precisa implementar 100% da gestão de configuração antes que você possa começar a trabalhar com gerenciamento de mudanças. A chave é entender os pontos de contato entre os dois. Em termos simples, gerenciamento de mudanças precisa de uma visão da infraestrutura para avaliar o impacto de uma mudança. O gerenciamento de configuração necessita de mudanças a serem gravadas, para que o banco de dados de gerenciamento de configuração (CMDB) seja mantido atualizado e sempre representando o ambiente ao vivo.

Minimize o risco e maximize o sucesso! Acompanhe nossa nova série de posts e tenha as melhores dicas para gerenciar suas mudanças.

Venha conhecer melhor o ManageEngine ServiceDesk Plus e o módulo de gerenciamento de mudanças. O software pode ser testado por 30 dias, contando sempre com o apoio da equipe ACSoftware.
Fone (11) 4063 1007 – Vendas (11) 4063 9639

Deixe um comentário